quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Alfabetização e Letramento


Um bom trabalho de ensino de escrita utiliza atividades de letramento e de alfabetização, simultaneamente.
Letramento - As crianças pequenas fazem práticas de letramento quando fingem ler um livro pelas figuras, por exemplo. Os adultos estimulam essas práticas quando aceitam a brincadeira e encorajam as crianças nesse tipo de atividade.
Práticas de letramento são realizadas a todo o momento pelas pessoas que usam a língua escrita para, por exemplo, ler o nome da condução que vão tomar, ler uma notícia em um jornal, escrever uma lista de compras e outras semelhantes. Todos esses usos cotidianos da leitura e da escrita são feitos sem que as pessoas dependam especificamente da escola.
Assim, o uso do termo letramento está ligado à compreensão de leitura e escrita como práticas sociais que usamos a todo instante quando nos comunicamos com outras pessoas que vivem, como nós, num universo carregado de coisas escritas. Nesse modo de ver, a língua escrita é viva e se transforma continuamente, adequando-se ao uso que se faz dela.
Alfabetização - O uso do termo alfabetização está ligado à concepção de escrita como código, que é preciso decifrar, ou mesmo à concepção de língua como conjunto de regras gramaticais, que é preciso aprender e memorizar para escrever bem. Essas são práticas de escrita que, geralmente, dependem da escola para serem apreendidas.
Como a língua é, ao mesmo tempo, prática social, código e conjunto de regras para sua melhor ordenação e funcionamento, é a combinação de todos esses aspectos que deve ser tomada como objeto de ensino na escola, sempre com a predominância das atividades de letramento, associadas aos usos sociais da escrita.
Para saber mais - Leia o resumo do artigo Alfabetização e Letramento: as muitas facetas
01/06/2005 acesse o site :http://escrevendo.cenpec.org.br/Leitura/VerbeteAlfabetizacaoELetramento
Fonte:http://escrevendo.cenpec.org.br/ - acessado em 28/02/08

3 comentários:

Anônimo disse...

Acho que estão forçando as crianças a aprender de qualquer jeito.as crianças estão lendo mecanicamente,tipo um Robô,que foi
instruída para codificar as palavras ou frases.

Que ponto chegamos

Anônimo disse...

Acredito que quando uma criança inventa sua própria história escrevendo no chão do quintal de sua casa, já está apta para a alfabetização, pois aí requer o peso da instrução familiar que ingressa a criança as primeiras letras, sílabas e consequentemente a leitura propriamente dita

Anônimo disse...

Acho que para as crianças serem devidamente alfabetizadas e letradas,a leitura deveria ser usada como um recurso para chamar a atenção dos pequenos. Começando de algo já conhecido elas se sentiriam mais seguras e dispostas a aprender,e isso é essencial para qualquer coisa que se queira fazer. Por exemplo,os desenhos da Turma da Mônica.Se uma criança gosta deles,por que não afabetiza-la e letra-la a partir dos gibis da Turma da Mõnica?